UMA CASA MODERNA QUE ROMPE ESTIGMAS E ZONAS SUBURBANAS NOS EUA

A arquitetura escultural esteve presente praticamente ao longo de toda a história da humanidade como símbolo de expressão artística. No entanto, na arquitetura pós-moderna, este estilo integra novos níveis formais, funcionais e espaciais. As suas fachadas destacam-se por desafiar os convencionalismos, refletindo uma grande imaginação nos projectos e desenhos.

Em muitas ocasiões, a implementação deste tipo de arquitetura serve para valorizar áreas em processo de desenvolvimento. Um bom exemplo disso foi a criação do Museu Guggenheim de Bilbao, situado junto à ria numa zona de reconversão industrial. E o mesmo se aplica a obras de menor dimensão: há casas unifamiliares que rompem a sua envolvente. É o exemplo da casa Steel Louise, na Carolina do Norte.

Fachada Créditos: Keith Isaacs

Uma casa nos EUA que quebra a zona envolvente

A casa Steel Louise foi concebida pelo estúdio americano SILO para um dos seus diretores. Trata-se de uma casa escultural revestida a metal, construída com a intenção de romper com o tipo de desenvolvimento suburbano que está a surgir na zona de Belmont, um bairro histórico da cidade de Charlotte (Carolina do Norte), perto do distrito de Uptown. Uma transformação que tem vindo a ocorrer nos últimos anos, onde este tipo de habitação suburbana está a surgir ao lado de habitações tradicionais formadas para alojar os trabalhadores de uma grande fábrica de algodão.

Com este projeto de habitação, tanto o atelier como o proprietário procuraram criar uma casa sensível à sua envolvente e que contribuísse para a “vida cívica” do bairro. Trata-se, assim, de um projeto que contraria o desenvolvimento suburbano emergente. Nas palavras da equipa de arquitetura, “Steel Louise é uma moradia unifamiliar urbana que confronta as contradições dramáticas entre o passado e o presente do seu local, tornando-se uma casa privada com uma personalidade pública única”.

Espaço interior Créditos: Keith Isaacs

Como é esta casa única nos EUA?

A casa tem uma planta com dois pisos. Destaca-se o seu corpo escultural, com declives, recortes e aberturas. Estas formas e volumes baseiam-se nos edifícios circundantes, como as casas dos moinhos ou as novas habitações de dois pisos. Destaca-se o tratamento dado às paredes exteriores, revestidas a aço ondulado branco. O telhado multifacetado possui uma cobertura metálica.

Quarto Créditos: Keith Isaacs

Nas fachadas frontal e traseira, a equipa desenvolveu uma série de aberturas sob a forma de alpendres, varandas e janelas embutidas. Segundo o atelier, estas aberturas permitem a entrada de luz natural nos 223 m2 da casa, um aspeto que implica uma “transição temperamental” para o interior luminoso.

Uma das principais inspirações nas casas de moinho históricas encontra-se no alpendre com vista para a rua. Um dos lados do alpendre é “aberto”, o que estabelece uma ligação direta com a casa vizinha. O alpendre tem um grande envidraçado que permite a vista interior da casa, o que “confere à casa privada um aspeto público único e generoso”.

Acabamentos Créditos: Keith Isaacs

Interiores cheios de luz

No interior da casa, os espaços luminosos são colocados sob um telhado angular abobadado com ripas de pinho claro. “Cada divisão é contida por um volume distinto que cresce em direção à luz e às vistas”, afirma o estúdio. O rés do chão contém todos os espaços comuns da casa, como a cozinha em plano aberto, a sala de jantar e a sala de estar, bem como um quarto e a garagem. O piso superior tem dois quartos, o quarto principal e um segundo quarto, além de um pequeno ginásio. Os dois pisos estão ligados por uma escada de madeira.

Telhado Créditos: Keith Isaacs

Os acabamentos são em betão e o chão em ácer. A cozinha está equipada com uma ilha preta de carvalho branco e granito com armários de contraplacado com frentes brancas. Os armários são em contraplacado de ácer fresado por CNC. No conjunto, os acabamentos alternam tons claros e escuros, bem como texturas lisas e rugosas. 

Luz natural Créditos: Keith Isaacs
Créditos: Keith Isaacs

2024-06-14T07:26:27Z dg43tfdfdgfd